Pular para o conteúdo

Anandamayee Yoga

A Visão Tântrica do Yoga da Grande Mãe

A visão tântrica está fundamentada na filosofia da bondade intrínseca. Tomamos aqui como premissa que tudo neste mundo é uma incorporação da consciência suprema da grande Mãe, que em sua essência pulsa como bondade e a mais elevada alegria.
A intenção mais elevada da prática de yoga tântrica é o alinhamento com o divino visto aqui como ShivaShakti . Quanto mais aprofundamos nosso alinhamento e conexão com essa força, tudo se torna mais claro e nosso caminho mais suave em direção à graça. Esse conhecimento que surge naturalmente nos abastece de luz e amor, tornando nosso coração repleto de paz e suavidade.
Em nosso tapete de yoga oferecemos artisticamente nossa luz individual e nossa música única com nossas orações sinceras de poder adicionar mais beleza, amor e bondade ao mundo.
A arte do yoga tântrico é uma co-participação com ShivaShakti, não uma prática de dominação, subjugação ou controle da natureza. Em vez de tentar controlar o corpo e a mente a partir do exterior, as posturas tem origem em uma criatividade profunda e sentimentos devocionais internos.
Shiva e shakti representam o ser e a energia da pura consciência além do tempo e do espaço, e o modo como podemos vivê-los como os dois lados da nossa natureza mais profunda.
Shiva é Yogeshvara, o Grande Senhor do Yoga, Shakti é a Shakti do yoga ou o poder. Shiva e Shakti são os arquétipos do yoga dentro de nós, o deus e a deusa, o masculino e o feminino em perfeita união e sintonia, o yogin e a yoginí que podemos por em movimento todas as correntes dinâmicas do nosso crescimento e nossa transformação interior, vivenciando assim a elevação em espiral ao infinito.
O mais importante é entender que Shiva e Shakti não são meras forças inertes, ou princípios abstratos, eles podem aparecer para nós em formas pessoais e podemos nos comunicar intimamente com eles. Podemos vê-los, falar com eles e sentir sua energia e amor à nossa volta. Shiva e Shakti existem como potencial pessoal dentro de nós e como poderes cósmicos fora de nós. Podemos abordá-los em ambos os níveis, o pessoal e o impessoal, permeando todos os aspectos da existência, animada e inanimada.
Shakti surge da paz interior (Shiva). Shiva simboliza a mente meditativa silenciosa e shakti indica a energia criativa poderosa que flui dela. Shakti é o poder da paz interior que se torna um canal para que os poderos cósmicos do universo maior da consciência e do êxtase fluam para dentro de nós.
A maioria das abordagens do tantra yoga dá ênfase aos sete chakras; a mais elevada realização do eu ocorre com a abertura do chakra da coroa, ou lótus de mil pétalas. Entretanto o yoga tântrico interior da grande mãe segue os ensinamentos antigos presentes nas upanishads e no bhagavadgita onde focam no coração como aqui demonstramos:
“ Tanto quanto o espaço se expande, também se expande o coração dentro de nós. Localizados nele estão tanto o céu como a terra, nele encontram-se fogo e vento (agni e vayu), sol e lua ( surya e chandra), tanto o raio como as estrelas, tudo que está aqui e tudo o que não está , tudo isso é localizado dentro do coração.”
_____chandogyaupanish viii.3

Os sutras do yoga iii.3 dizem o seguinte: “ por meio da meditação no coração, vem o conhecimento de chitta.”( a origem da mente ou chitta está no coração).
Trabalhamos com o hridaya ou o coração espiritual, hridaya é considerado o local onde habita o atman, o eu mais elevado. RamanaMaharshi grande sábio iluminado da Índia moderna dizia que todo segredo do yoga estava em trazer a nossa atenção de volta ao coração, a partir do qual não há subida nem descida, ir ou vir.
É bom entender que hridayanão é a mesma coisa que o chakra do coração (anahata), embora tenha uma ligação bem próxima com ele. O coração espiritual não é simplesmente um local na coluna, ou um centro de energia no corpo sutil. Ele é o âmago da consciência, que é tanto a base do corpo causal (a base onde a alma reencarna) como o eu supremo além de toda manifestação. Ele contém todos os chakras e, no entanto, está além deles.
O mais importante é entender o movimento do yoga neste momento tão profundo:
Todos os chakras se abrem para serem absorvidos de volta no chakra da coroa, o qual por sua vez, é absorvido pelo coração espiritual (hridaya). O yoga tântrico interior da Grande Mãe é um processo único de expansão da consciência acontecendo em diferentes ritmos e dimensões. Os diferentes chakras, começando com o chakra da raiz, são aspectos do chakra da coroa que, por sua vez está contido no coração espiritual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido! Que tal compartilhar o link? =)