Cerimônias

Vivāha Samskāra

O Casamento

A Cerimônia de casamento é vista como um dos mais importantes rituais hindus, pois ela é celebrada no fogo, onde Agni a própria divindade do fogo é vista como Guru, mentor e professor que auxilia a nos libertar de saṃskāras, os nossos condicionamentos inconscientes, impressões mentais, ignorância. Este fogo oculto é uma chama ardente queimando com a luz eterna do conhecimento e com todo o calor do amor. Esta chama queima tudo que toca, inclusive as tendências negativas que nesta hora se vai, pois é o momento de se entregar ao fogo, deixar-se queimar, purificar, morrer para o ego, para o velho eu, para o passado, e render-se em completude para o momento presente. Os noivos agora serão duas almas prontas para um caminho completamente novo.

Vivāha Samskāra

Esta chama queima tudo que toca, inclusive as tendências negativas que nesta hora se vai, pois é o momento de se entregar ao fogo, deixar-se queimar, purificar, morrer para o ego, para o velho eu, para o passado, e render-se em completude para o momento presente.
Os noivos agora serão duas almas prontas para um caminho completamente novo.

O Vivaha não é um contrato, mas a sacralização de uma união baseada no amor, no carinho, na confiança e no respeito. O casamento não é visto como a simples união de dois elementos. Existe uma força que está presente no casamento, que é o terceiro elemento da união. Essa força chama-se dharma, que significa em sânscrito “aquilo que mantém unido”. O dharma é a força que sustenta a ordem natural das coisas, aquilo ao que nos mantemos essencialmente fiéis.

Passos da Cerimônia

Obs.: Todos esses procedimentos são revistos ao gosto do casal, conforme suas crenças e condições.
A Sacerdotisa Danny Bellini está aberta a estudar todos os casos, vontades e histórias.
Não importa credo ou sexo, o amor e a espiritualidade estão presentes em todo o seu trabalho.

Listamos a seguir os passos da Cerimônia, clique em cima para saber mais.

1 – Arrume-se para a cerimônia Haldi.
Ela ocorre dois ou três dias antes do casamento. Durante essa cerimônia, uma pasta feita de curcuma, farinha de grão-de-bico, coalhada, sândalo e água de rosas é aplicada nas mãos, pés e rosto dos noivos. Acredita-se que a cor amarela da pasta ilumina a pele antes do casamento e traz boa sorte aos noivos.

  • Os casamentos hindus são coloridos e vívidos. Um dossel de flores será erguido durante esse período na casa em que o casamento acontecerá, e tudo ficará colorido ao redor.

 

 

2 – Prepare suas mãos para a cerimônia Mehendi.

A noiva e seus parentes próximos têm as palmas das mãos e os pés decorados por um artista de henna profissional. Acredita-se que a henna aumenta a beleza da noiva. Essa cerimônia geralmente acontece um dia antes do casamento.

  • É mais uma celebração da jornada até o casamento, um momento de descontração e alegria, como a despedida de solteiro.

 

 

3 – Dê as boas-vindas ao Baraat – a chegada do noivo e de sua família.

Tradicionalmente, o noivo chega para o casamento num cavalo, acompanhado por seus amigos mais próximos e por sua família. A procissão é grande e inclui bastante dança e canto. Ela simboliza a felicidade do noivo e de sua família em aceitar a noiva.

  • Em alguns casamentos mais modernos e menos convencionais, o noivo chegará numa carreata.

 

 

4 – Participe do Milni – o encontro entre as famílias dos noivos.

A família da noiva, com guirlandas e doces tradicionais indianos, recebe o noivo e sua família. O Milni é uma tradição importante na qual a família do noivo é honrada pela da noiva.

  • Isso geralmente é feito na casa em que o casamento acontecerá. Uma marca de kum-kum (pó) vermelho é aplicada na testa de todos. Os membros de cada família são apresentados uns aos outros, encorajando a paz e a aceitação.

 

 

5 – Ganesha Puja. 

Antes da cerimônia começar, um Ganesha Puja é realizado para dar boa sorte. Isso é importante, já que Ganesha é o destruidor de todos os obstáculos. A cerimônia geralmente envolve os membros do núcleo familiar dos noivos.

 1 – Observe os noivos entrando.

O primeiro será o noivo. Ele será trazido para um altar decorado chamado de “mandap”’ e receberá um lugar para sentar e uma bebida celebratória – uma mistura de leite, manteiga líquida, iogurte, mel e açúcar.

  • A chegada da noiva é chamada de kanyapelo KanyaAagaman. Ela geralmente é levada pelo pai ao altar, o que significa que o lado materno da noiva aprova a união. Os noivos ficam separados por um pano branco e ainda não podem se ver.

 

2 – Jai Mala – A troca das guirlandas.

Assim que a noiva se aproxima do mandap (o altar no qual os rituais de casamento acontecem), o pano branco cai. Os noivos então trocam guirlandas florais. Elas significam que os dois se aceitam.

  • Quando os dois trocam guirlandas (jayamaala), eles declaram: “Que todas as pessoas presentes aqui saibam que estamos aceitando um ao outro de boa vontade, voluntaria e agradavelmente. Nossos corações estão harmoniosos e unidos como as águas.”

 

3 – Kanyadaan.

Nesse ponto da cerimônia, o pai da noiva despeja água sagrada na mão dela e então coloca a mão dela na do noivo. Isso simboliza que o pai está oficialmente entregando sua filha. A irmã do noivo então geralmente amarra a ponta do cachecol dele ao sari da noiva com sementes de betel, moedas de cobre e arroz. Esses itens simbolizam união, prosperidade e felicidade para o casal. O nó, especificamente, representa o laço eterno que vem com o casamento.

  • Os casamentos modernos envolvem a troca de presentes, principalmente roupas e enfeites. A mãe do noivo dará um “mangalasootra” à nora, um colar que indica sucesso. O pai da noiva então anunciará que sua filha aceitou o noivo e que espera que a família dele a aceite

 

4 – Vivaha-homa.

Nesse ponto, o fogo sagrado é aceso e a Sacerdotisa (a celebrante) recitará mantras em sânscrito. Enquanto isto acontece, oferendas são feitas ao fogo. A frase “Id na mama” é repetida várias vezes, significando “não é para mim”. Isso enfatiza a virtude da abnegação necessária no casamento.

 

5 – Panigharani.

Durante esse ritual, o noivo pega a mão da noiva. Essa pode ser a primeira vez que os noivos se tocam fisicamente. Durante esse ritual, o marido aceita sua esposa e jura para ela e para os pais dela que vai cuidar dela e protegê-la pelo resto da vida.

  • O noivo, enquanto segura a mão da noiva, dirá “Seguro sua mão no espírito do Dharma; somos marido e mulher”.

 

6 – Shilarohan – O Rito da Pedra Sagrada.

Ele começa com a noiva subindo em uma pedra, simbolizando sua aptidão e força para vencer os obstáculos do seu casamento.

  • Então o casal anda ao redor do fogo quatro vezes, com a noiva na frente durante as primeiras três. Eles então dão as mãos e oferecem cevada ao fogo, simbolizando que trabalharão por toda a sociedade e pelo bem da humanidade.
  • Nesse ponto, o noivo marcará uma divisória no cabelo da noiva com o pó vermelho kum-kum. Essa marca se chama “sindoor”. Toda mulher casada pode ser reconhecida por ela.

 

7 – Saptapadi (sete passos ao redor do fogo).

Nesse momento, o casal anda ao redor do fogo em sete passos, cada um acompanhado por uma reza e sete votos. Esse é o momento em que o casamento se torna reconhecido e sagrado.

O primeiro voto é para comida;
O segundo é para força;
O terceiro, para prosperidade;
O quarto, para sabedoria;
O quinto, para a descendência;
O sexto, para a saúde;
O sétimo, para a amizade.

 

8 – MangalsutraDharanam.

O mangalsutra é um colar sagrado que o noivo  coloca no pescoço da noiva no dia do casamento. Depois de fazer isso, ele dá a ela o status de sua esposa.

  • Espera-se que a noiva use esse colar enquanto o casamento durar. Ele é o símbolo do casamento, do amor mútuo e do compromisso do casal um com o outro.

1 – Aashirvad – As bênçãos da família.

Depois do casamento, o casal recebe as bênçãos dos membros de suas famílias. As mulheres das duas famílias sussurram suas bênçãos nos ouvidos da noiva. Então o casal se curva diante da celebrante e dos membros mais velhos das famílias e de seus pais, e recebe as bênçãos finais.

  • Conforme os recém-casados passam pelos convidados, recebem uma chuva de arroz e flores para desejar a eles um casamento longo e feliz.

2 – GrahaPravesh.

Com a perna direita, a noiva chuta o kalash (vaso), geralmente cheio de arroz. Ele é colocado na porta da casa do noivo, mas pode também ser feita na cerimônia.

Acredita-se que isso traga uma abundância de comida, sabedoria e riqueza, e seja uma “fonte de vida”. Nas lendas antigas, dizia-se que ele continha o elixir da imortalidade.

 

Depois da cerimônia, dobre as mãos em frente aos deuses realizando o SatyaKALI Puja.

Esse é um ritual popular feito para agradar a Mãe Universal Kali e suas formas. Durante essa cerimônia, os noivos fazem um voto de veracidade. Ela traz ao casal a paz eterna e preenche suas necessidades. Geralmente ocorre de 2 a 3 dias depois do casamento.

Para mais informações sobre as Cerimônias Védicas, entre em contato no formulário abaixo.

Danny Bellini Anandamayee

Olá!
Sou Danny Bellini, yoginí tantrika de linhagem shakta, devota e filha da Deusa Mãe Kali. Ministro aulas de yoga, cursos e workshops desde 1985.
Honro as escrituras sagradas e o caminho do yoga tântrico, o yoga que prega a conexão com nossa luz, verdade e essência, sem separação do todo. Devota de Shree Shree Anandamayee Ma tenho como objetivo passar sua mensagem de amor para todos.  

Proprietária do Anandamayee Yoga, reconhecido internacionalmente pela Sanga Shree Shree Ma Anandamayee Índia

Cadastre-se em nossa Newsletter e receba nossos conteúdos e novidades.

Cristaloterapia

Os cristais atuam através da ressonância (forças energéticas que fornecem vibrações de grande amplitude).

QUER CONVERSAR CONOSCO?

Nos ligue, envie uma mensagem, e-mail, WhatsApp, ou então venha nos visitar e sentir nossa energia.

anjali-preto

QUER CONVERSAR CONOSCO?

Nos ligue, envie uma mensagem, e-mail, WhatsApp, ou então venha nos visitar e sentir nossa energia.

anjali-preto

2022 - Todos os direitos reservados

error: Conteúdo protegido! Que tal compartilhar o link? =)